Portugal está longe de ser um dos países da União Europeia que mais produz cerveja. Essa liderança pertence à Alemanha, ao Reino Unido, Polónia, Holanda, Espanha e Bélgica. No entanto, Portugal destaca-se por ser um dos países europeus onde a produção mais cresce: disparou 11% em 2017, apenas superado pelo crescimento da produção holandesa e britânica. 

Esta sexta-feira, 3 de Agosto, celebra-se o Dia Mundial da Cerveja e o Eurostat comemora-o com a divulgação de estatísticas sobre a bebida. Em termos agregados, a produção de cerveja na União Europeia foi equivalente a quase 81 litros por habitante. No total, foram produzidos 41 mil milhões de litros de cerveja com álcool, mais 2,5 mil milhões do que em 2016. 

Além da cerveja com álcool, a União Europeia produziu cerca de 900 milhões de litros de cerveja com 0,5% de álcool ou mesmo nenhum conteúdo alcoólico. 

Do total de produção, cerca de uma em cada cinco cervejas foi produzida na Alemanha, o que corresponde a 20%. Segue-se o Reino Unido com uma quota de 14%, a Polónia com 10%, a Holanda com 9%, Espanha com 9% e a Bélgica com 6%. 

Desses países, o que mais viu a sua produção crescer foi a Holanda. A produção holandesa aumentou 48% num só ano. A seguir surge o Reino Unido com uma subida de 14% e depois Portugal com um aumento de 11%. 

Mas também houve descidas. Na Grécia a produção sofreu uma queda de 9%, assim como na Eslováquia (-5%), na Bulgária (-4%) e na Lituânia (-4%).

A Holanda destaca-se também por ser o país da União Europeia que mais cerveja exporta. No total, exportou 1,9 mil milhões de litros no ano passado, o que representa metade da sua produção. No top dos exportadores surge ainda a Bélgica e a Alemanha, ambas com 1,6 mil milhões de cerveja exportada, França (0,7 mil milhões) e o Reino Unido (0,6 mil milhões). 

O destino é, maioritariamente, os Estados Unidos. Ao todo, o mercado norte-americano absorveu 1,1 mil milhões de litros de cerveja com álcool, o que representa 31% do total das exportações da UE para fora do mercado comunitário. Segue-se a China com 520 milhões, o Canadá com 210 milhões e a Coreia do Sul com 175 milhões. 

Mas os consumidores europeus não bebem apenas cerveja europeia, apesar de esta ser a esmagadora maioria. Do México chegam 221 milhões de litros de cerveja para a União Europeia. 

Recorde-se que este ano a escassez de dióxido de carbono está a afectar a produção de cerveja na União Europeia, ainda que este não seja, para já, um problema de Portugal.


Via: Jornal de Negócios

Tags: cerveja
Cerveja é mais eficaz do que cremes antirrugas, revela estudo
Ela é rica em vitaminas B e E, em ácido fólico (B1, B2, B12), polifenóis, além de minerais como selênio, fósforo, zinco e cobre, e mais de 200 compone...
Leave a comment
Note: HTML is not translated!